Glossário

Definições práticas de termos de cerâmica

Argila: é um mineral, de origem natural, de rochas sedimentares, composto por grãos muito finos de silicatos de alumínio. Pode ser moldada quando humida e é usada na fabricação de tijolos, vasos, e outros objetos de cerâmica. Existem 5 tipos de argila cerâmica:  faiança (earthenware), grés (stoneware), porcelana, ball clay, e fire clay.

“Ball clay”: uma argila que se distingue pela sua plasticidade. Este tipo de argila é usada como um complemento a outro corpo de argila, sendo adicionada a este para lhe dar mais plasticidade e assim melhorar o seu desempenho.

“Clay Slip”: uma pasta de argila e água usada no processo de enchimento.

Decalque: uma imagem ou desenho impresso em papel especial, do tipo adesivo, que pode ser colocado em outra superfície, como em metal ou cerâmica.

Desmoldante: uma combinação de água e sabão industrial usada para evitar que outros materiais se colem às superfícies.

Enchimento: o processo de produzir peças de cerâmica ao adicionar “clay slip” em moldes de gesso.

Esmalte Cerâmico: uma mistura de materiais em pó que geralmente inclui vidro pré-fundido transformado numa pasta e aplicado a um corpo de cerâmica por pulverização ou imersão.

Faiança (Earthenware): utensílios de cerâmica feitos de argila opaca, levemente porosa, cozida em fogo baixo. Normalmente, este tipo de barro é de cor vermelha ou laranja e tem um aspeto mais terroso e rústico.

“Fire clay”: argila capaz de suportar altas temperaturas, usada especialmente em tijolos refratários e cadinhos. Tal como o ball clay, o fire clay é também usado como um aditivo, sendo a sua função aumentar o alcance de temperatura do corpo de argila ao qual está a ser adicionado.

Gesso (Plaster): uma substância que fica dura quando seca. 

“Green body”:  é o corpo de argila formado a partir de um dos processos de produção de cerâmica (enchimento, prensa ou roller), que ainda está instável pois ainda nao foi sinterizado ou queimado.

Grés (Stoneware): cerâmica opaca e forte, bem vitrificada e não porosa. Pode tomar diversas cores, mas geralmente é cinza quando húmida. Sendo o grés não poroso e bastante resistente é frequentemente usado por fabricantes para fazer louça e vasos.

Madre: “mãe de todas as peças”, molde resistente, normalmente de silicone, do qual se podem fazer peças ilimitadas.

Molde: um material transformado em uma certa forma ou estilo.

Modelação: trabalhar ou transformar um material, como argila ou gesso, até alcançar a consistência e forma desejada.

Porcelana: uma cerâmica dura, de granulação fina, não porosa e geralmente translúcida e branca, que consiste, essencialmente, em quartzo, caulim e uma rocha feldspática e é cozida em alta temperatura. Apesar de ser bastante resistente e não porosa, a porcelana tem a capacidade de parecer delicada e refinada. Pode ser usada para trabalhos artísticos, escultórias  e também para louças.

Prensa: é uma máquina que molda a forma de uma peça ao aplicar pressão.

Roller:  máquina usada para comprimir materiais cerâmicos, dando-lhe a forma pretendida.

Sinterização:  é o processo de compactar e formar uma massa sólida através de calor ou pressão, sem o derreter até ponte de liquefação.

Taxa de retração: uma percentagem da argila retrai quando em produção. No roller e na prensa a percentagem de retração é de 5% enquanto que no enchimento é de 8%.

Torno: dispositivo ou máquina de moldar cerâmica, composto por um disco horizontal giratório sobre o qual a argila é colocada,

Vidração: o processo de imersão ou pulverização do corpo cerâmico com esmalte cerâmico.

Scroll to Top