working hands fátima

Mãos de trabalho, Mãos de Música

Este mês para a rubrica working hands apresentamos-vos a Fátima Correia, a instrumentista da casa, connosco há mais de 26 anos.

A Fátima trabalha como vidradora, veio para a CMG com 24 anos e por aqui permaneceu. Começou na zona do decalque, onde ficou durante 5 anos, tendo depois evoluído para a zona da vidração, “sempre fiz um pouco de tudo, ia para onde precisassem de mim”.

Atualmente, a Fátima desenvolve as amostras de vidração para que se escolham as amostras de melhor qualidade. “A vidração é dos processos mais importantes de toda a produção pois é o que dá vida à peça, quer seja com um simples brilho ou com um vidro mais colorido”.

“Gosto muito de trabalhar na CMG, principalmente agora que estou na vidração, pois todos os dias aprendo novas técnicas ou curiosidades sobre o mundo da cerâmica, é muito enriquecedor.”

Para a Fátima este trabalho significa acima de tudo “sustento” e “sobrevivência”, apesar de gostar muito daquilo que faz, a Fátima não vive para o seu trabalho, mas sim trabalha para poder viver, para conseguir fazer as coisas que gosta fora da empresa. “Adoro música e adoro cantar, até já tive uma banda com o meu pai, mas neste momento faço parte da banda filarmónica onde sou vocalista e toco saxofone temor”.

Mãos de música, mãos de trabalho.

Mãos trabalhadoras da Fátima
Mãos de música

Ajude-nos a dar voz aos nossos trabalhadores e carregue aqui para saber mais sobre as mãos trabalhadoras da nossa Márcia.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top